Seja bem-vindo!

Coronel Fabriciano, 24 de junho de 2024

Siga nossas Redes Sociais

Papa Francisco nomeia novo bispo auxiliar para a arquidiocese de Belém do Pará (PA)
01/02 Notícias da Igreja
Compartilhar

O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira, 1º de fevereiro, o padre Paulo Andreolli, missionário xaveriano, como bispo auxiliar da arquidiocese de Belém do Pará (PA). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação ao novo bispo auxiliar da arquidiocese de Belém.

Biografia e trajetória eclesial

Padre Paulo Andreolli, nascido no dia 16 de dezembro de 1972, é filho de Mario Andreolli e Giuliana Conte. De 1992 a 1994, fez o noviciado na Pia Sociedade de São Francisco Xavier para as Missões Estrangeiras em Ancona (Itália). Fez a primeira profissão religiosa, aos 21 de agosto de 1994, e a profissão perpétua no dia 5 de março de 2000. No dia seguinte, foi ordenado diácono. Foi ordenado presbítero no dia 17 de setembro do mesmo ano. Atuou por nove anos em paróquias e dez anos na animação missionária vocacional.

Cursou o ensino fundamental de 1978 a 1983 e o ensino médio de 1983 a 1984 em Poiana Maggiore, em Vicenza (Itália). Concluiu o ensino médio no seminário xaveriano, em Vicenza (Itália), em 1985, região onde também cursou o ensino médio superior no seminário diocesano.

Após a conclusão do noviciado, cursou Filosofia e Teologia no seminário diocesano em Reggio Emilia (Itália), de 1994 a 2000, e Pedagogia no seminário diocesano de Parma (Itália), graduação que concluiu em 1992.

Possui pós-graduação em Espiritualidade e Acompanhamento Espiritual, pela faculdade da Itália Setentrional, de Milão. De 2000 a 2007 desenvolveu a animação missionária e vocacional e foi membro da coordenação de conselhos missionários paroquiais em uma área pastoral da diocese de Milão.

No Brasil, de 2007 a 2013, foi vigário paroquial na paróquia de São Félix do Xingu (PA), na prelazia do Xingu. Foi pároco na paróquia Tucumã, na mesma prelazia, de 2013 a 2017. Desenvolveu a animação missionária e vocacional com os xaverianos e no COMIRE N2 de 2017 a 2019. Também colaborou com a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) em seu subnúcleo 2 em Belém (PA).

Saudação da CNBB ao monsenhor Paulo Andreolli

Prezado Monsenhor Paulo Andreolli,

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebeu com alegria a notícia da sua nomeação para servir à Igreja na arquidiocese de Belém do Pará (PA) como bispo auxiliar.

Desejamos um profícuo ministério e, ao saudá-lo, recordamos um trecho da Carta Apostólica “Totum Amoris Est”, publicada recentemente pelo Papa Francisco:

“No coração e através do coração é que se realiza aquele sútil e intenso processo unitário em virtude do qual o homem reconhece a Deus e conjuntamente a si mesmo, a sua origem e profundidade, a sua realização na vocação ao amor. Descobre que a fé não é um movimento cego, mas primariamente uma atitude do coração”.

Na Carta Apostólica, inspirada no legado de São Francisco de Sales, o Santo Padre nos ensina que é tarefa essencial nesta nossa mudança de época: “ser uma Igreja não autorreferencial, liberta de toda a mundanidade mas capaz de habitar no seio do mundo, partilhar a vida das pessoas, caminhar juntos, escutar e acolher”.

Que o nosso Deus, que nos amou tanto, nos faça entender que é “o amor que dá perfeição às nossas obras”.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Arcebispo de Cuiabá (MT)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

CNBB